Siamesas unidas pelo mesmo coração não resistem e morrem ainda na maternidade

As gêmeas siamesas que nasceram unidas pelo mesmo coração faleceram na madrugada desta quarta-feira (10) em Aracaju (SE). Elas estavam internadas na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIn) da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) desde que nasceram, há menos de duas semanas.

O estado de saúde das bebês era delicado e elas respiravam com a ajuda de aparelhos. As meninas nasceram de parto cesáreo em 27 de abril, unidas pelo tórax e dividindo o mesmo coração.

De acordo com nota oficial fivulgada pela maternidade, o óbito foi atestado às 2h30 após a médica plantonista perceber a ausência de batimentos cardíacos e de respiração, além de palidez extrema.

A mãe das gêmeas, Gleiciele de Jesus, de 21 anos, estava confiante na recuperação das crianças. “Espero que algum especialista possa avaliar o caso delas, que elas possam melhorar, e até fazer um transplante de coração. Quero minhas filhas de volta. Só Deus sabe o que eu estou passando”, desabafou em entrevista no início deste mês.

A família mora no Loteamento Santa Cecília em Nossa Senhora do Socorro, na área metropolitana da capital.